A SIBÉRIA ( 4 )

É altura de fazer o balanço da travessia deste  imenso país onde as distâncias se medem pelas CENTENAS de kms e não por simples kms

e onde olhar para o enorme mapa das estradas da Rússia não é mais do que um frustrante exercício do pescoço e olhos ; um par de cms significa quase ir de Lisboa a Madrid e , depois de sentirmos a angústia dos kms , começamos a sentir a angústia do estado das estradas ; por vezes elas estão em tão mau estado que não encontramos adjectivos para as qualificar. Aliás é engraçado que os vários russos com quem temos dialogado , em várias cidades, quando encontramos aqui ou acolá um ou outro que fala algum inglês , após as triviais perguntas da praxe tais como a origem, destino, ocupação, etc uma das que nunca , mas nunca falha é : o que pensa do mau estado das nossas estradas?? ou então : as nossas estradas são muito más , não são??

Eu penso que eles próprios têm uma certa VERGONHA do estado a que chegou a situação , pois sabem que a Rússia é um país RICO, tem uma posição IMPORTANTE no mundo, possui uma quota parte importante dos CÉREBROS mundiais, etc,etc e , caramba, não tem uma rede rodoviária à altura do país , mas sim à altura de um qualquer MALI ou BURKINA FASO…..E O POVO SABE DISSO !!! Numa interessante conversa com um engenheiro russo , após eu lhe dar a minha opinião sobre as ”picadas” a que eles chamam estradas , ele teve o desplante de me dizer : ”sabe, a Rússia é um país muito grande , portanto não podemos fazer as estradas todas ao mesmo tempo”……; é claro que levou logo a resposta devida : BULLSHIT !!! A Rússia é realmente um país muito grande contudo a sua rede rodoviária é bastante limitada e até pequena para o tamanho do país ; há é uma enorme desorganização , uma incrível baixa produtividade ( a vodka tem muita força….), uma enorme falta de chefias que controlem e sobretudo uma macro-corrupção que faz com que o km de estrada na Rússia seja o mais caro do mundo : TODOS COMEM , segundo me informou um russo !!!

É totalmente impossível alguém descrever  as estradas russas pois podemos circular num maravilhoso ”tapete” de asfalto 100% liso , durante 30 ou 50 kms e de repente , sem qualquer aviso surgem 100 ou 200 metros de estrada velha, esburacada e onde meter um pneu numa das enormes crateras à vista significa ou chassis no chão ou pneu rebentado , resumindo : vamos sempre com o coração aos saltos !!! Ou então , alternam 10 kms de bom asfalto com 50 kms de terra batida , que quando chove se transforma num tanque fundo de lama ; ou ainda sinalização totalmente desfasada pois , arranjam uma estrada mais ou menos bem e…..deixam as placas de trabalhos ou buracos ou proibição de circular a mais de 20 km/h, etc nunca sabemos pois exactamente se a estrada está boa ou não…..; alternativamente…..nem sequer sinalizam uma ”estrada” com buracos ou piso próprio para animais….; como disse anteriormente , é impossível a descrição de tal modo as estradas estão….Por isso não admira que uma muito significativa percentagem dos veículos sejam jipões e 4×4, etc.

Mas há outras curiosidades sobre o assunto : por exemplo , a maneira super-autoritária e até intimidadora como os polícias nos mandam parar : primeiro erguem o baton na vertical para de seguida , num gesto brusco , o apontarem para o chão para junto de si…..; é claro que só para chatear eu apenas paro 20 metros mais à frente para os obrigar a andar um pouco ; depois , como vão ficar a saber…………….reinará o silêncio !!!!!!

Mas conduzir na Rússia é uma odisseia imprópria para cardíacos, nervosos ou impacientes….; mas comecemos pela POLÍCIA : omnipresente  , quer nas estradas quer nas cidades, pela nossa própria experiência e pela troca de impressões com outros motoristas , os polícias já não são tão corruptos como antigamente mas continuam muito severos, é notória a melhoria nesse aspecto; eles estão em todo o lado , os carros patrulha com radar são muitíssimo frequentes, e mesmo os carros descaracterizados já dão o ar de sua graça; o facto de os radares serem tantos, mas tantos faz com que cada vez menos haja ”avisos” de luzes da sua presença , os motoristas cansam-se de fazerem tantos avisos e…..pumba! Nós optámos por não exceder em muito os limites (quando a estrada aqui e acolá permite uma mais rápida circulação ) afim de evitar problemas , mas não há dúvida que eles são muito severos com os excessos de velocidade. Como escrevi , os controles são extremamente frequentes e depois têm uma coisa ”engraçada” : à entrada e saída de qualquer cidade,( e qualquer é qualquer), existe invariavelmente um posto fixo de controle da POLÍCIA DO TRÂNSITO ( um enorme poderio neste país ) e o procedimento é o seguinte ( e ai daquele que não o cumprir……) : cerca de 300 a 400 metros antes surge a placa indicadora da existência do posto, cerca de 100 metros depois proibição de circular a mais de 50 KM/H , cerca de 100 metros depois uma outra placa indica 30 KM/H e alguns metros depois passa a  10 KM/H com a obrigatoriedade de haver uma distância de 70 metros com o veículo da frente……; depois é a ………”passagem de modelos” em frente aos polícias que , a seu belo prazer , mandam parar este ou aquele , conforme lhes apetece…..; a nós já nos aconteceu um par de vezes sermos parados sem qualquer motivo para tal e a melhor atitude que tomámos , a chamada  posição ideal foi : olhamos para ele (polícia) como ”boi olha para palácio” ou seja , um de nós faz de ”burro” e o outro faz de ”imbecil” ou ”atrasado mental” (como queiram ) e depois de dizermos apenas ”speak english”não abrimos mais  a boca- – – – – – a não ser para respirar!!! eles bem repetem  em russo ”para onde vão”? DOKUMENTI !!!,etc,etc ….e nós continuamos a olhar inexpressivamente para eles como se não fizéssemos a mínima ideia das perguntas………..acho que o nosso ar de imbecis é suficientemente convincente!! Como eles rapidamente verificam que é uma pura perda de tempo estarem ali prespecados , mandam-nos embora com um gesto enfadonho e ficam a pensar seguramente : como é que estes ”índios estúpidos” não sabendo falar russo chegaram até aqui??? ESTE ESTRATAGEMA TEM RESULTADO EM PLENO !!! É que no início eu ainda mostrava uma fotocópia da carta de condução e do livrete , mas depois deixei-me disso quando realizei que eles pura e simplesmente não sabem ler caracteres latinos – – – – – – – – da mesma maneira que nós não sabemos ler caracteres cirílicos….Mais outra ”curiosidade” ( este país é mesmo sui generis…..) : toda e qualquer ponte e/ou viaduto  – – – – – e atenção que nós atravessámos na realidade um par de centenas- – – – – – – – tem SEMPRE duas guaritas , uma em cada extremo , com um guarda permanente 24/24h ……….não vá um qualquer checheno marado lembrar-se de fazer explodir aquela geringonça……..

Mas conduzir na Rússia tem muito , mas muito que se lhe diga!!! Para começar , eles são na generalidade  uns autênticos selvagens ao volante , têm um comportamento absolutamente animalesco quando conduzem um carro ! Aparte das asneiras loucas que fazem quando a cada minuto põem em perigo a vida dos outros , têm um par de características únicas neste planeta : TOTAL FALTA DE CORTESIA e DESRESPEITO ABSOLUTO POR FILAS DE TRÂNSITO !!! Sobre a falta de cortesia nem vale a pena dissertar muito pois os exemplos que vimos ao longo de mais de 10.000 kms davam para encher um grosso livro : acho que é mais simples e prático dizer simplesmente : NÃO FAZEM A MÍNIMA IDEIA DO QUE QUER DIZER A PALAVRA CORTESIA ou EDUCAÇÃO RODOVIÁRIA ou ainda , RESPEITO PELO PRÓXIMO…………; sobre o desrespeito por filas , é simples : há um qualquer engarrafamento ou , por exemplo, trabalho na estrada em que só pode passar um sentido de carros de cada vez; é simples, enquanto alguns aguardam pacientemente a sua vez, aparecem loucos a ultrapassar tudo e todos e metem-se à balda à frente de todos os que aguardam………..PENSAM QUE ALGUÉM PROTESTA OU APITA?????ENGANADOS !!!! É tudo tão normal e natural que ABSOLUTAMENTE NINGUÉM APITA OU PROTESTA, vai sim fazer exactamente o mesmo !!!!Vamos numa fila em marcha lenta por esta ou aquela razão, e a estrada não permite qualquer ultrapassagem devido ao volume de tráfego…..SIMPLES E PRÁTICO : PASSAM COMO LOUCOS OU MANÍACOS A TODA A VELOCIDADE………..PELA BERMA DA ESTRADA!!!!! esteja a berma em que condições estiver, não interessa, passam a velocidades estonteantes!!! PENSAM QUE ALGUÉM APITA OU PROTESTA?????NEM PENSAR, alguns saem da fila e …..fazem o mesmo……………….É DE LOUCOS!!!!!!!!!!!!!!!! Aliás , para quem já viu no YOUTUBE vídeos sobre os condutores e/ou acidentes e/ou discussões na Rússia……………………não é exagero, é mesmo assim!!! REALIDADE PURA E DURA !!!!!!!!!!!! Infelizmente vimos muitos casos destes :

este tinha acontecido há pouco tempo

 

etc,etc,etc

 

Por estas e por outras é que é tão usual , principalmente em troços onde o pavimento está em estado bastante razoável , ver-se isto a cada  300 ou 500 metros :

 

 

 

 

há-os de todos os géneros , com ou sem mesa para pic-nic , com ou sem abrigo solar,etc

A explicação até é bastante simples : em primeiro lugar , durante várias décadas os russos não tiveram nem estradas nem….carros , estes apenas eram vendidos a uma certa elite ; algumas estradas foram construídas no tempo dos soviets e  os russos ficaram tão , tão habituados a más estradas, nas quais não podiam conduzir a mais de 10 ou 20 km/h que , quando se apanharam num ”tapete liso” com vários kms , a loucura passou a ser  total , o desvario é incontrolável , é literalmente até o carro não dar mais velocidade ; aliás vimos mais do que uma vez carros encostados , seguramente com os motores estoirados…….; basta imaginar uma criança que nunca teve um brinquedo quando vai pela primeira vez ao TOYS’R’US……….

Uma outra ”curiosidade” : as placas indicativas das distâncias até uma certa cidade : NÃO ACERTAM UMA !!!!!!!!!!! É impressionante , e se não estivéssemos lúcidos , pensaríamos que estávamos às voltas , ou a andar para trás ou….que estávamos tontinhos…..; um exemplo entre milhares : uma placa diz KHABAROVSK 439 KMS , andamos que nem uns desalmados talvez 30 ou 40 kms e aparece uma outra placa : KHABAROVSK 456 KMS……. , andamos mais uns kms e aparece outra : KHABAROVSK 447 KMS , e por aí fora……; se não fosse o bendito GPS não faríamos a mínima ideia das reais distâncias…..

Mas mudando de assunto e uma curiosidade : os russos são super-maníacos da segurança ; não há supermercado ou digamos , qualquer local de comércio onde se manipule dinheiro que não tenha não sei quantos seguranças e uma dúzia de câmaras de vigilância,etc ; nas estações de serviço , como aí se manipulam grandes quantidades de dinheiro , o sistema (em 99& dos casos ) é o seguinte : primeiro vai-se ao guichet pagar , através de uma portinhola de segurança e só depois nos podemos abastecer….; obviamente , quando raramente uma estação de serviço é……igual às nossas , lá está o ou os gorilas a um canto , armados e prontos para o que der e vier….

na prática não há contacto humano….

Nas cidades a presença da polícia é igualmente constante, mandando parar frequentemente os condutores ; os polícias mais novos já dizem meia dúzia de palavras em inglês , mas obviamente mais do que insuficientes para manter a mínima conversação ; já se nota alguma pequeníssima cortesia , embora todo e qualquer pequeno sorriso , por mais pequeno que seja , esteja fora de questão…….; aconteceu-me em OMSK ter sido parado a cerca de 200 metros da AC quando conduzia a Vespa para ir a um supermercado (situado a cerca de 300 metros da AC )por um polícia pois não levava o capacete posto ; parei e ele em russo perguntou-me (penso eu) sobre o capacete; eu respondi ”speak english?” ao que ele respondeu ”nyet”, eu apontei para os algarismos na mota”125” e disse-lhe……..que em Portugal não era obrigatório o uso do capacete para motas até 125 cc ( desculpa esfarrapada que já funcionou antes ! ) , ele compreendeu e respondeu em russo que na Rússia era sempre obrigatório……..; eu disse-lhe que em 2 minutos teria um capacete na cabeça e ele disse ok, dei meia-volta , fui à AC , pus o capacete e voltei à sua presença , ele sorriu e…..mandou-me embora ! Mas por outro lado , já nos aconteceu não termos o GPS da mota a funcionar e perguntarmos a um polícia em Novosibirsk uma direcção e ele………enxotou-nos com um gesto de desprezo !!! Eles ( os russos ) aliás ADORAM fazer esse gesto de enfadonho, de desprezo quando são interpelados por um estrangeiro e não nos compreendem…..; o que me leva a escrever um pouco sobre a personalidade destes russos ( se me é possível generalizar!!! ) ; de uma maneira geral os russos não são minimamente simpáticos , há muito , muito poucas excepções mas frise-se que este estado de espírito é geral e normal apenas até OMSK , depois começa-se a entrar verdadeiramente na SIBÉRIA e , como que por milagre , as pessoas mudam drasticamente ; até lá ,são fechados, são frios e indiferentes , quase nada emotivos e , sem exagerar podemos dizer que a ANTIPATIA é um estado de espírito absolutamente normal neste país , onde sorrir parece ser algo que só acontece por mero acaso ou nos filmes…… ; antes de mais , devo dizer que com maior ou menos profundidade , fizemos contacto com LARGAS CENTENAS de russos, quer em lojas,quer na rua,oficinas,bombas de gasolina ,restaurantes ,museus ,polícias,guardas fronteiriços,pessoas de quem nos aproximámos para uma fotografia ou pessoas que se aproximaram de nós a título de curiosidade ( muito poucos , no total da viagem na Rússia , talvez uns 100 apenas ) ou seja, ”conhecemos ” várias centenas de russos que invariavelmente não sorriram,não foram minimamente amáveis e muitos mostraram frontalmente o seu desprezo por estrangeiros…..; nas lojas é impressionante a antipatia geral das empregadas, como não as compreendemos pura e simplesmente voltam-nos as costas ;nos supermercados entãoé por demais a antipatia , nem vale a pena tentar interpelar uma funcionária ;  aconteceu-me uma vez no HIPER AUCHAN eu não conseguir encontrar a secção do açúcar e perguntar a 1,2, 3,4 funcionárias fazendo vários gestos para que tentassem compreender o que eu pretendia, e à 5ª funcionária com que tentei ”dialogar” ela começou numa ”algarviada” que pelos modos ríspidos e bruscos como as palavras eram ditas só podia estar a praguejar…….LINDO DE SE VER !!! A sociedade ”ensinou” aos funcionários que o cliente não tem de ser cativado , o cliente não tem de ser ajudado, não faz parte minimamente do seu trabalho serem simpáticos e prestáveis , é algo que não está ainda nas suas mentalidades….; o que de imediato nos leva para uma explicação : durante várias GERAÇÕES, foi ensinado diariamente aos russos, quer na escola,quer nos meios de comunicação , quer através dos constantes discursos políticos,etc que os ocidentais eram MAUS , com especial destaque tipo medalha de ouro,prata e bronze para os AMERICANOS,ALEMÃES e JAPONESES ; ora , durante muitos e muitos anos , foi-lhes incutido que esses povos eram maus, apenas queriam o mal e destruição da MÃE RÚSSIA , devia-se evitar a todo o custo qualquer contacto ou ligação com esses estrangeiros,etc,etc; tal doutrinamento e constante lavagem de cérebros obviamente teve os seus efeitos e o resultado está à vista : ninguém os convence que o turismo é algo bom e útil para a sua economia , continuam super desconfiados de todos os que aparecem vindos de outros países- – – – – – – – mesmo que um desses países seja Portugal , que a maioria nem faz ideia onde é ……!!! É algo que vai ainda levar mais 1 ou 2 gerações para que esta mentalidade retrógrada mude…..

Mas houve casos excepcionais de extrema simpatia, de generosidade que nos deixaram boquiabertos ; jamais esqueceremos um generoso e simpático russo chamado ARKADYI de BAIKALSK , que se desfez em ofertas e amabilidades de tocar o coração ; assim como nunca esqueceremos os nossos amigos de MOSCOVO (PAVEL e ELENA ) que tantas preciosas ajudas nos deram ; um ultra-simpático cavalheiro em KHABAROVSK que trouxe balões e um chocolate para ”madame” e um boneco chinês para o ”mister” (estávamos a 25 kms da China…) ; um jovem russo de não mais de 25 anos de TYUMEN que, impressionado com a nossa viagem , nos foi comprar um pequeno pratinho de cerâmica local e uma garrafa de vodka ; o jovem repórter RUSLAN e a sua amiga YULIA, em CHITA que nos fizeram uma longa entrevista para um documentário televisivo local tendo-nos  levado de carro durante parte do dia para nos mostrarem a sua cidade e nos pagaram o almoço ; os mecânicos em BELOGORSK que se desfizeram em amabilidades , etc ; mas , repito , no geral os casos apontados foram excepções. Uma vez mais , gostámos muitíssimo mais das gentes do LESTE DA RÚSSIA do que o restante das pessoas ; é de salientar que , de todos os casos apontados , apenas os nossos amigos moscovitas dominam o inglês , os outros”arranham”….

As distâncias na Rússia são algo inimaginável para o comum europeu , habituado a algumas centenas de kms apenas quando realiza grandes viagens ; aqui é normal falar-se de MILHARES DE KMS , razão pela qual descobrimos que a maioria dos russos nem faz a mínima ideia de como são as outras suas cidades…….; as distâncias são de tal modo assustadoras que , por exemplo , viajar de CHITA para KHABAROVSK é uma verdadeira aventura épica , até pela falta de combustível : quase 2500 kms a separar as 2 cidades e………….quase nada entre elas , a não ser umas miseráveis vilas, nem cidades chegam a ser!!!!!!!!!!

Nós realizámos um desejo : atravessar toda a RÚSSIA , de uma ponta a outra , desejo esse que a quase totalidade dos russos nunca realizará ; foi difícil , extremamente duro , complicado , desgastante e NUNCA NA VIDA eu voltaria a fazer esta viagem- – – – – – – A MARILIA MUITO MENOS- – – – – – – – mas se por utopia eu soubesse de antemão todas as enormes dificuldades e sacrifícios que iria enfrentar , eu faria na mesma esta travessia , é tudo uma questão de se gostar de aventura ou não ……………………E EU GOSTO !!!!!!!!!!!!!!!!

Mas façamos um pouco de turismo ; depois de ULAN UDE visitámos a insípida cidade de CHITA ( que nos perdoem os nossos anfitriões locais mas , caramba , a cidade não tem ponta por onde se lhe pegue…….) da qual vos deixamos um par de fotos :

 

os nossos simpáticos e generosos guias locais , RUSLAN e YULIA

 

o maior templo budista da cidade

 

o interior

 

parte da praça principal

 

já sabem que este nunca falha……….

 

ainda parte da enorme praça principal

 

como sempre bem instalados , sem problemas a 10 m da praça principal

 

à falta de mais motivos interessantes na cidade…………

 

Depois de CHITA foi a tal ”travessia do inferno” em que quase não houve mal que não nos acontecesse , mas isso já são águas passadas……..que não movem moinhos !

Chegados a KHABAROVSK foi a surpresa das surpresas , nem queríamos acreditar que estávamos na profundo RÚSSIA de tal modo a cidade parecia europeia !!! Árvores nas principais ruas e avenidas , centenas ou talvez milhares de canteiros repletos de flores , arranjos florais pendurados por todo o lado , montras iluminadas profusamente , todo o tipo de comércio , muita publicidade nas ruas e avenidas , tudo imaculadamente limpo , estranhámos tanta beleza !!! Ficámos encantados com a cidade que visitámos demoradamente , as suas gentes muito simpáticas ; instalá-mo-nos junto ao seu enorme rio que tem algumas praias fluviais bastante concorridas e um enorme passeio  com várias esplanadas e divertimentos onde os locais se vêm exibir , eles de calção sintético e brilhante, calçados com sandálias e meias brancas a condizer…….., não esquecendo a sua usual camisola de alças ou branca ( assim tem vários usos…..) ou de cor, e geralmente com um número ( continua a ter vários usos se se praticar desporto……) , ELAS são um caso aparte ; como aqui a concorrência é enorme e feroz , quem não se despe muito……fica a perder pontos e , claro , depois sofre as consequências de não ser admirada….!!!! Portanto as mini-saias quase nem contam , apenas as MICRO-SAIAS ou os calções tão insignificantes que nem sei para que servem…..; os saltos altos são……altíssimos e realmente a elegância abunda!!! O contraste entre eles e elas impressiona , mas enfim…….. é o que há !!! Mas voltando atrás , a cidade é bem engraçada e deveria ser um bom exemplo para o cinzentismo e aspecto amorfo de outras cidades russas :

memorial das guerras onde intervieram soldados russos

 

memorial da 2ª guerra , nomes dos soldados mortos

 

 

igreja da transfiguração

 

 

 

 

 

 

 

 

já é bem conhecido….

 

 

um dos vários shoppings da cidade

 

 

um dos teatros da cidade

 

um dos muitos parques para crianças ; nós de passagem vimos 5 , enormes !

 

parte do grande mercado da cidade

 

 

peixe praticamente só fumado e residualmente congelado.

 

Depois de uns tormentosos 800 kms de picadas ,  chegámos- – – – – – – sem incidentes- – – – – à última cidade da Rússia  , VLADIVOSTOK  até há poucos anos atrás inacessível a estrangeiros em virtude de lá estar fundeada a maior esquadra naval russa ; deixou de ser proibida a visita e portanto…………….aí vamos nós , MAS ISSO JÁ É OUTRA HISTÓRIA !!!

 

 

 

Avise-me por email sobre novas publicações !



18 comentários para “A SIBÉRIA ( 4 )”

  1. zé vieira diz:

    Caros Marília e David: só hoje tive a oportunidade de ler, com atenção, o vosso diário. Os enormes percalços porque têm passado estão a ser largamente compensados pela extraordinária aventura que estão a viver. Fazemos votos para que os problemas da viagem estejam totalmente ultrapassados e que, até ao final, tudo corra “sobre rodas”. Obrigados pelas excelentes descrições dos locais por onde têm passado. Um grande abraço e continuação de boa viagem da Luísa e Zé Vieira

    • admin diz:

      olá aos 2 !
      obrigado por voltarem a ler as nossas aventuras e , claro , desventuras !
      acho que o pior já passou e as belas estradas coreanas e japonesas vão ser manteiga para a estrelita…
      um abraço
      david+marilia

  2. Caros Estrelas

    Uma vez mais, adorei o v/ post. Ele diz muito dum país que eu julgava mais desenvolvido. Impressiona essa falta de simpatia para com os turistas e o desprezo pelo turismo.
    Não há dúvida que é necessária uma enorme dose de coragem para se fazer essa travessia com o humor que vos caracteriza, apesar de todos os constrangimentos e peripécias por que passastes.
    Adorei a postura tomada do «speak english» … em certos momentos ou locais é melhor fazermo-nos de «burros» ou «parvos» para que nos deixem em paz!
    Penso que essa v/ aventura deveria ser publicada aqui em Portugal. Ou ser relatada, com todos os pormenores, pelos media portugueses. Porque aporta informação que é desconhecida no nosso país.
    Admiro-vos pela ousadia. Mas esse é o sangue da aventura!
    Boa continuação.
    Um abraço
    Carlos Gama

    • admin diz:

      olá carlos da gama !
      na realidade a rússia é uma amálgama de contradições pois apesar de ser uma enorme potência em muitos sectores , e não me estou a referir apenas ao militar , as contradições que vemos diariamente fazem-nos lembrar o nosso país há pelo menos 50 ou 60 anos atrás , para não dizer 100 anos pelo que eu já li em livros…..; é impressionante o atraso destes caramelos em vários sectores….
      no que respeita ao desinteresse pelos turistas , às vezes ficamos a pensar se é desinteresse ou se é…….ÓDIO !!!
      obrigado por comentar e pelos simpáticos elogios
      um abraço
      david+marilia

  3. António diz:

    Caros Companheiros,
    Realmente deverão mesmo escrever um livro com todas estas aventuras, para que outros companheiros possam analisar o que é realmente o AUTOCARAVANISMO.
    Não obstante todos os “problemas” havidos tenho a certeza de que o David no seu “intimo” adurou toda esta aventura.
    Como já disse anteriormente adoraria ter a “coragem” do David, para efetuar uma aventura idêntica.
    Quem sabe se um dia ainda vou “entrar” numa destas ??
    Um abraço e tudo de bom pra vcs David e Marília.
    Saudações de António e Ivone

    • admin diz:

      olá antónio e ivone,
      eu adoro todas as aventuras em que me meto , umas mais – – – outras menos , mas como estas viagens não são de IMPULSO , mas sim devidamente pensadas e planeadas , seria estúpido chegar ao fim e dizer : afinal estou arrependido de ter feito esta viagem….
      quanto a si : é simples , perca o medo e abalance-se…….SÓ SE VIVE UMA VEZ E QUANDO REALIZAR QUE AFINAL DEVIA TER FEITO ISTO OU AQUILO , SE CALHAR JÁ SERÁ TARDE DEMAIS……; é claro que é preciso alguma coragem , mas sobretudo é necessário um bom planeamento e espírito de aventura.
      um abraço
      david+marilia

  4. Carlos Pinto diz:

    Boa noite D Marilia e Sr David
    Este resumo de parte da viagem é de uma grande riqueza, porque para além de ser contada na 1ª pessoa, é tambem vivida sem “ajuda” de terceiros. Isto é: Se fosse possivel organizar esta viagem com recurso a hoteis e viagens programadas, concerteza que…. não era a mesma coisa!!
    Relativamente ao Povo Russo e ao seu comportamento, para além do descrito pelo Sr David, surge sempre a minha duvida: o clima frio, predominante durante grande parte do ano, e que possivelmente condicionará a propria mobilidade das pessoas; a tradicional bebida, bem alcoólica, que os Russos consomem em boas quantidades, não serão factores que contribuem para que as pessoas se fechem em si mesmo ????
    Continuação de boa viagem e se possivel uma fotos da Armada Russa, que deve ter “ferrugem” mais profunda que alguns navios da decada de 70 do “nossa” Base do Alfeite.
    Carlos Pinto

    • admin diz:

      olá carlos pinto,
      definitivamente tem razão , este tipo de viagens NADA TEM A VER com viagens turísticas organizadas , aqui a aventura é quase total , temos diariamente de tomar importantes decisões que podem até mudar totalmente o rumo da nossa vida , tais como , dinheiro , onde dormir , o que podemos ou não comer , a segurança diurna e nocturna , o nosso carro/a nossa casa , etc,etc ; estamos normalmente desapoiados de pessoas e lugares que nos são familiares e , para todos os efeitos , até somos uns ”invasores” pelo que ……NÃO É FÁCIL , NADA MESMO !!! não tem nada a ver com passeios europeus…….
      quanto à sua explicação , a mesma tem toda a razão de ser e é lógica: ACERTOU !!! mas o que nos surpreende é o facto de , quanto mais para LESTE , mais simpáticos encontrámos- – – – – – -excepto as empregadas de atendimento : BESTAS EM GERAL !!!
      por outro lado , não lhe posso dar a mínima razão quanto à armada russa : exactamente o contrário do que afirmou : IMPRESSIONANTE O PODERIO NAVAL POR ESTAS BANDAS……!!!!!!!!! quanto às fotos….vamos a ver , não queremos ser presos por espionagem…..
      um abraço
      david+marilia

  5. Olá David e Marília

    A vossa descrição sobre a Rússia está um encanto. Ainda o David diz que não tem jeito para escrever. Essas peripécias com os polícias são de morrer a rir. Depois de tanta desilusão calculo o espanto ao entrarem em Khabarovsk. Devem ter pensado que se enganaram e estavam noutro país.
    Só vos posso desejar que tenham uma boa viagem.
    Abraços

    • admin diz:

      olá joão morgado !
      obrigado pelo simpático comentário.
      tinha muito mais piada se se pudesse filmar , especialmente a cena em que eu uma vez fiz de MUDO e a marilia é que foi explicando ao polícia que eu não falava, só ouvia : essa sim , de morrer a rir…..ELE ACABOU POR SE ESQUECER DE PEDIR OS DOCUMENTOS…!!
      um abraço
      david+marilia

  6. Dmitry diz:

    Hello David and Marilia! Your description of Russia is quite accurate, even strange that you in such a short time spent in my country, managed to see and understand that many of my countrymen can not understand for the life. For example what we need to respect each other and smile more often;-) you need to do the good work that you are busy right now, for example to make a good road … We have a saying, I do not know whether it will hear the translation … “In Russia there are no roads, some direction.” Good luck to you, and will be sure to follow with interest your travels. And thank you for the nice review about us 🙂

    • admin diz:

      hi dmitry!
      among the many ”grey citizens” that we met during our two month stay in your country , you and a few others definetly compensated and have iluminated our souls with your kindness and charm , reason why you will always be remembered….
      good hug
      david+marilia

  7. João Firmino/CAB diz:

    OLá, David + Marília

    No vosso blogue, tudo é fabuloso: a minuciosa descrição dos locais e pessoas com que se cuzam, as belas fotos e também o vosso sentido de humor e boa disposição para, depois de tanta agitação, conseguirem produzir um relato tão fascinante.

    Parabéns, continuação de uma boa viagem e cá ficamos à espera de mais notícias!

    João Firmino/CAB

    • admin diz:

      olá companheiro!
      muito obrigado pelos simpáticos elogios , os quais nos ”obrigam” a um contínuo esforço para vos agradar…
      irá ter mais notícias dentro de alguns dias , mas já mais asiáticas!
      um abraço
      david+marilia

  8. lopespinto diz:

    Boa Noite David e Marilia
    Hoje e por causa da leitura que estou a fazer com o livro Dr. Jivago,chamou-me a atenção do escritor mencionar a grande estrada da Sibéria pelo que resolvi pesquisar essa estrada
    e tive a felicidade de vos encontrar em leitura a grande aventura e a heroicidade que
    tiveram. Como deve saber os portugueses sabem quase tudo sobre os estrangeiros mas os estrangeiros não sabem nada sobre nós e, é graças a Portugueses como vocês que somos corajosos. Assim é para lhe agradecer os conhecimentos que adquiri ao informar o que é a Russia. Sei que a Russia não é pera doce , mas acredito hoje sinto pena pela situação de que conta, estradas, simpatia, turismo, e mais o que se lê, Um abraço e continuação de boa viagem.
    PS. por favor mostre aos Russos a nossa coragem e a vossa simpatia
    Lopes.

    • admin diz:

      olá caro leitor !
      obrigado pelo simpático comentário ; agora já é um pouco tarde para mostrarmos aos russos o que quer que seja, pois já deixámos a rússia em junho e depois disso fomos pela mongólia, correia do sul e japão : grande viagem que poderá continuar a ler no nosso site.
      um abraço
      david+marilia

Trackbacks/Pingbacks