ALASKA ( o resto …….)

De regresso a ANCHORAGE , voltámos ao ”poiso” onde tínhamos estado anteriormente ( WALMART , CLARO !!! ) pois era sossegado e com internet à borla .

Ficámos em ANCHORAGE 1 só dia afim de escrever algumas notas e fazer o up-load de fotos para o site ; depois foi o longo caminho até FAIRBANKS , com uma paragem de um par de dias no tão almejado PARQUE NATURAL DENALI , tendo passado relativamente perto da montanha mais alta da AMÉRICA DO NORTE : MONTE MCKINLEY , hoje em dia conhecido por MONTE DENALI , com cerca de 6.200 metros de altitude.

 

 

Tivemos pois o raro privilégio de podermos admirar ao vivo as duas montanhas mais altas do continente americano : esta  e na AMÉRICA DO SUL a conhecida ACONCÁGUA na ARGENTINA , com cerca de 7.000 metros !!! Consideramos este facto como um dos pontos altos da viagem ……

Antes de vos mostrar as respectivas fotos , uma palavra sobre a vida selvagem no ALASKA ; até agora , e escrevo-vos desde BEAVER CREEK , a desilusão não podia ser maior , ou seja , estamos ”de rastos” de tristeza por não termos visto significativa ”wildlife” onde seria mais natural , lógico e certo ela ser vista : no ALASKA , no INTERIOR do PARQUE NATURAL , e quando digo interior quero dizer -vos que estivemos  cerca de 55 kms para o interior do PARQUE , fora da estrada alcatroada e onde dormimos 1 noite no mais completo ISOLAMENTO que se possa imaginar = no meio do NADA , com a esperança de podermos ver um ou outro URSO , LOBO , CARNEIRO SELVAGEM , etc .

NADA,NADA,NADA excepto um mísero ALCE ( MOOSE ) quando vínhamos já a percorrer o caminho para a saída do parque ; avistá-mo-lo a cerca de talvez 200 metros de distância e mostro-vos 5 fotos para ”medirem” a distância a que foi avistado ; VAMOS A VER SE TEREMOS MAIS SORTE NO CANADÁ ……

 

conseguem ver onde ele está ??? foto tirada desde a estrada,sem zoom

 

foto tirada com meio zoom

 

um pouco mais perto…..

 

ainda mais perto…..

 

foto com o zoom /teleobjectiva

No PARQUE NATURAL DENALI apenas pudemos ver um par de coelhos , 2 águias majestosas e muitos esquilos …….; o que realmente queríamos ver , que eram os ursos………….

N A D A !!!!

As águias que vimos eram muito bonitas :

 

pena a foto não estar muito nítida….

 

 

Antes , em HOMER  , tivemos a sorte de ver 2 alces , praticamente À PORTA do maior supermercado local , pastando pachorrentamente no jardim do supermercado a cerca de 10 metros de nós !!! Uma experiência tão inolvidável ( embora corriqueira para os locais , os quais nem sequer se dignificavam a olhar !!!! ) , mas dizia eu , tão única a experiência que as fotos …… poderiam ter ficado mais nítidas !!!

Ora vejam :

 

 

 

 

 

ELES SÃO EM NÚMERO 3 VEZES SUPERIORES AOS HABITANTES DO ALASKA CONTUDO NO TOTAL SÓ VIMOS 3 ATÉ AGORA …..

 

No ALASKA é relativamente vulgar vermos um tipo de casas que somente no cinema estamos habituados a ver ; se há 100 anos atrás era absolutamente normal este tipo de construção , hoje em dia a mesma não só é mais rara como muito cara e apenas para tipos com muitas posses ……..; refiro-me às casas feitas integralmente de troncos de madeira , esteticamente muito atraentes :

 

 

 

 

 

 

Eu estava a morrer de curiosidade em saber quanto custaria uma casa destas , então quando vi uma a ser construída , claro que parei e fui perguntar !!!

Não teria mais do que 70 – 75 m2 de área útil , e o preço , EXCLUINDO portas , janelas e telhado (!!!) foi-me dito US$ 150.000.00 o que equivale a cerca de € 135.000.00 !!!

Vejam os detalhes :

 

 

 

 

 

 

 

A madeira já não é assim tão abundante nos E.U.A. contudo ainda é abundante no ALASKA ; presentemente o CANADÁ é o principal fornecedor de madeira , quer para os 48 estados no sul quer para o ALASKA.

 

 

 

No PARQUE NACIONAL DENALI , tivemos a oportunidade de visitar um canil , vejam as fotos interessantes que tirámos :

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O caminho entre FAIRBANKS e BEAVER CREEK não podia ser diferente das magníficas paisagens que admirámos noutros locais do ALASKA ; embora pareçam muito repetitivas , nunca é demais realçar as belezas naturais desta região , pelo que …………..quem não gostar de ver tantas montanhas cheias de neve , tem bom remédio ……..passa à frente !!! Mas antes das montanhas geladas , vejam o ……………….MONTE , o tal MCKINLEY :

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seria vergonhoso não vos mostrar mais algumas fotos das paisagens soberbas que admirámos desde FAIRBANKS até BEAVER CREEK ……

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Está a começar a época alta no YUKON e no ALASKA , ou seja , o VERÃO ! São aos milhares de autocaravanistas na estrada , a grande maioria dirigindo-se para o ALASKA , consequentemente não tendo outra solução senão passar por BEAVER CREEK ; assim ,enquanto que eles tomam a direcção NOROESTE , nós tomamos a direcção SUDESTE , de regresso à já conhecida WHITEHORSE .

Em BEAVER CREEK como é óbvio , ficámos 3 dias para rever os nossos recentes e extraordinários amigos que tanto nos ajudaram e tão carinhosamente nos receberam , inclusivamente em suas casas !!!

A partir daí o caminho é algo diferente do da vinda , isto é , tomaremos a direcção de WATSON LAKE , FORT NELSON , DAWSON CREEK para chegarmos a EDMONTON e CALGARY , passando daí a fronteira para os E.U.A. afim de continuarmos a nossa ”ronda” pelos famosos PARQUES NACIONAIS AMERICANOS , mas claro que ……………………….. isso já é outra história , não é verdade ???????

PASSEM BEM !!!

 

Avise-me por email sobre novas publicações !



20 comentários para “ALASKA ( o resto …….)”

  1. António diz:

    Amigos
    David e Marília
    Que experiência fantástica, gostaria de ter a “coragem”, para realizar tal façanha.
    Continuação de boa viagem, por assim contínuo a conhecer esses lugares únicos do nosso belo planeta.
    Abraços ao David e beijos respeitosos á esposa e companheira Marília

    • admin diz:

      olá antónio !
      obrigado pelo simpático comentário.
      um abraço e bons passeios pelo brasil !
      david+marilia

  2. Lina Dias Ribeiro diz:

    Fabuloso!Adorava visitar o Canadá e os E.U.A.! Vou continuar a seguir a vossa viagem, com muita atencao.

    • admin diz:

      olá lina !
      obrigado por comentar e por nos seguir.
      esperamos que consiga realizar o seu sonho.
      um abraço
      david+marilia

  3. antonio vassalo diz:

    viagem maravilhosa que merecia um livro ou reportagem no you tube ou na televisao , mas isso e so para o turismo de massas nos os verdadeiros auto caravanistas nao temos direito a tempo der antena , isso e muito parecido a noruega e a islandia na europa continuem essa bela viagem um abraco

  4. Jose Duarte Santinho dos Santos diz:

    Amigos
    Muito obrigado pela informação que nos proporcionam.
    Desejo vos a continuação de uma boa viagem!
    Cumprimentos

    • admin diz:

      olá santinho !
      obrigado por nos continuar a seguir.
      ainda bem que os posts t~em utilidade para alguns.
      um abraço
      david+marilia

  5. estrea diz:

    Olá, meninos!

    Estou com vocês, deve ter sido uma grande desilusão a ausências de vida selvagem à vista. Sobretudo aquele tipo de animais que para nós estão mais distantes de serem vistos em proximidade: ursos e lobos. Paciência, pode ser que ainda sejam brindados com algumas surpresas no Canadá.

    Sobre a tal montanha, é realmente soberba! Não admira que tantos pintores a escolham para os seus quadros, assim como muitos recantos do Alasca e Canadá, devido aos inúmeros cursos de água e florestas de sonho.

    Em relação às casas, achei muito interessante a forma de construção utilizada, no sistema de “encaixe”. A única objecção que encontro é no estado das madeiras e no respectivo tratamento. Se houver um bichinho que seja entranhado, em pouco tempo todo o conjunto ficará contaminado e…como vão os donos resolver o problema???…nem quero pensar! É que esse tipo de construção baseia-se em troncos singelos e não em pranchas de madeira cortadas e tratadas em estufas.

    Bem, meus lindos, divirtam-se! Aproveitem bem, que o tempo foge….
    Beijocas

    • admin diz:

      os troncos são tratados com um produto.
      vais gostar do próximo artigo….
      beijinhos

  6. F.Ramos diz:

    Companheiros David e Marília, é sempre com muito gosto que visito este blog. Mesmo já sabendo o vosso profissionalismo, fico sempre surpreendido com os comentários, informações e fotos. Não é fácil escolher, são simplesmente belas.
    Obrigado pelo vosso bom gosto, não só pelas esculturas, mas, pelo pormenor da construção das casas em madeira.
    Continuação de boa viagem, com saúde.

    Abraço
    Fernando Ramos

    • admin diz:

      olá ramos !
      agradecemos o seu amável comentário.
      ainda bem que se diverte e aprende com estes artigos , assim alguns dos propósitos são alcançados !
      um abraço e bons passeios também !
      david+marilia

  7. Cisfranco diz:

    Olá amigos David e Marília!

    Gostei de tudo como sempre, mas detive-me no canil e concluí que aí não haverá fundamentalistas dos cães como cá. Aqui não se pode ter um cão amarrado a uma corrente como esses. Ui! que escabeche que elas fazem por esse motivo…

    • admin diz:

      olá cisfranco !
      realmente é ridículo um cão não poder estar amarrado a um post especialmente se a liberdade do animal é quase total a partir do momento em que a corrente que o liga ao post gira 360º sempre que o animal queira….; se calhar somos mais civilizados do que os canadianos ou americanos….
      um abraço
      david+marilia

  8. Pedro Tavares diz:

    Olá David e Marilia,

    Obrigado por mais um post que nos transporta para dentro das vossas aventuras…

    Que paisagens maravilhosas…

    Gostei muito da foto da águia majestosa, com a cabeça virada para trás… a que distancia é que ela estava?

    Realmente é pena não terem tido a oportunidade de verem, mais vida selvagem, principalmente ursos e lobos… mas com um pouco de “sorte” ainda vão ter oportunidade de ver algum no Canadá ou em algum outro parque dos States.

    O Canil que visitaram no parque Denali, parece mesmo um típico canil de Mushers, onde se usa esse sistema básico mas efeciente de postes rotativos com correntes de +-1,5m, casotas que costumam levar palha por dentro, para aquecer e absorver humidade e em alguns casos usam chão aquecido como nos assentos dos carros…

    É de salientar que apesar dos cães estarem presos a uma corrente, um bom musher/dono solta e interage com os seus cães todos os dias, durante largos períodos com muito exercício.

    Os cães das fotos parecem ser todos Alaskan Huskies, mas com alguma linhagem dos Siberian Huskies (cão PARTY 2ª foto) ou até de Alaskan Malamutes (4ª foto).

    Abraços, beijos e lambidelas,

    Pedro, Sara e RAFA

    • admin diz:

      olá pedro tavares!
      ainda bem que gostou do post.
      conforme já referi anteriormente , os seus conhecimentos sobre a matéria são mais vastos do que os meus , portanto admito que a maioria dos cães sejam de origem huskie ; quanto às correntes , é verdade , aquele sistema giratório dá-lhes bastante liberdade e realmente era um canil de mushers !
      os cães eram passeados diariamente , havendo inclusivamente um serviço de voluntariado para os levar para longos passeios , presos é claro ; havia vários visitantes do parque natural a correrem com os cães…
      quanto à vida animal…..vai haver novidades !
      um abraço
      david+marilia

      • Pedro Tavares diz:

        …”quanto à vida animal…..vai haver novidades !”

        Ainda bem… estou a ver que o próximo post promete 🙂

        • admin diz:

          sim , acredito que vai ter êxito !
          quanto à distância da águia : entre 100 e 120 metros

  9. Olá David & Marília . Visitar o Alasca em autocaravana é o sonho irrealizável para muitos Europeus por várias circunstancias… mas V/ conseguiram muito mais ao percorrer dezenas de países com imensas adversidades de vária ordem o que por si só é um feito extraordinário !! Percorrer a famosa língua de terra de solo sagrado que conduz até Homer e o facto de ali, não poderem continuar para lado nenhum certamente que V/ficará na memória para sempre !!!Ser Alasquense exigirá muita tenacidade para enfrentar os rigores das temperaturas e o isolamento…em contraste com as belíssimas praias do México !
    Espero bem a V/viagem continue pelo melhor.
    abraço
    alberto abreu

    • admin diz:

      olá alberto !
      obrigado por mais um simpático comentário.
      realmente visitar o alaska de AC não é fácil, mas diga-se de verdade que a pior parte é ,conforme você deu a entender , a américa do sul , isso sim não é ”pera-doce” !!
      chegar a homer era para mim um sonho e felizmente , a localidade além de ser simbólica , não desiludiu….
      esta é , para os overlanders , a ”mãe de todas as viagens” e tem sem dúvida alguma razão de ser assim apelidada , basicamente pelas imensas dificuldades que se nos deparam no dia-a-dia ; coitados daqueles que a tentam fazer sem terem nenhum ”calo” em viagens de longo curso….; basta ver os que desistem…..!!!
      estamos a encetar o caminho de regresso com muita calma!
      um abraço
      david+marilia

Trackbacks/Pingbacks