AZERBAIJÃO

02-MAIO-2010

DEFINITIVAMENTE A ‘UNIVERSIDADE’ DA CORRUPÇÃO……

BAKU onde chegámos ontem ao final da tarde,após uma atribulada viagem desde GANCA (2ª cidade do AZERBAIJÃO) devido ao mau estado da maioria da estrada;falaremos depois sobre BAKU entretanto,para não perdermos o fio à meada,comecemos pelo atravessar da fronteira GEORGIA-AZERBAIJÃO.A saída foi mais ou menos pacífica,a entrada no AZERBAIJÃO demorou-nos cerca de 4 horas,um pouco pelas filas existentes e principalmente pela desesperantemente lenta burocracia e enorme dificuldade de eles conseguirem ler os documentos que lhes são apresentados.Passámos por 4-5 guichets (melhor dizendo barracas de madeira e lata onde havia secretárias a cair de podres e computadores sebentos de tanto uso persistente :comida+escrita+mãos sujas).Este é seguramente um dos países mais corruptos do mundo,pois o pedido de dinheiro é feito descaradamente,sem subterfúgios nem meias-palavras;pede-se logo o que se deseja,desde os militares que abundam na fronteira,passando pela polícia civil,continuando pelos agentes alfandegários,etc;estes têm um enorme poder,sobre o qual nem os militares nem a polícia podem interferir: fizémos uma repentina ”micro-amizade” com um militar (que falava algum inglês) e após necessitarmos de ajuda junto do corrupto agente da alfândega,o ‘nosso amigo’ com pesar disse que não nos podia ajudar pois a lei alfândegária era soberana.O que se passou foi o seguinte: o agente dava autorização de permanência para a ‘estrelinha’ por 30 dias MAS para a sua ‘filha'(VESPA) dava apenas 3 dias;ora nós íamos ficar 5 dias no AZERBAIJÃO pelo que a solução era,após os tais 3 dias,preencher 2 kg de formulários em BAKU,junto das ‘outras entidades alfandegárias’ e fazer prolongar a permanência da VESPA oficialmente por mais 2 dias;como tal soava não só a ridículo como a mentira pedi uma alternativa,que me foi dada: pagar um depósito/fiança de usd 100.00 que me seriam devolvidos à saída do país———-o que eu recusei de imediato,é claro que nunca mais veria os meus queridos dollars…..Entrámos numa espécie de impasse,tudo isto por gestos e azeri,já que o inglês do sujeito era nulo.Para desbloquear a situação disse que ia falar com o CHEFE e passado meia hora chamou-me e pediu-me 40 usd DE CHOFRE,NUM PAPEL!! PEGUEI EM DUAS NOTAS DE DEZ E DEI-LHAS E ELE SORRIDENTE COMEÇOU A PRENCHER A PAPELADA E……A QUESTÃO ALFANFEGÁRIA DA VESPA FICOU RESOLVIDA!!!

Depois seguiram-se mais não sei quantas amostragens dos passaportes a não sei quantos militares e polícias,até que nos mandam ir a um edifício a cerca de 100 metros onde,entrámos num gabinete sujo e cheio de polícias que após nos pedirem os passaportes pela enésima vez,nos pediram 20 usd;protestei mas ele mostrou-me no écran do computador,em azeri,que era uma taxa devida…….dei-lhe 15 e ele calou-se e passou-me mais um documento timbrado e carimbado!Após nova reverificação junto de outros militares e polícias dos 2 kg de papéis que já tínhamos,juntamente com os passaportes…………………..DEIXARAM-NOS ENTRAR NO AZERBAIJÃO!!!!

Cerca de 20 km após passarmos a fronteira fomos parados pela polícia pela 1ª vez por excesso de velocidade;íamos a 81 km/h sendo só permitidos naquela zona 60;assistiu-se a uma cena tão,tão hilariante que este escriba básico não consegue descrever em pormenor 😮 polícia a TENTAR  ler num sebento caderno,em inglês,a tradução do azeri da infração que eu tinha cometido!!! Claro que era tudo praticamente ininteligível e eu fazia um tremendo esforço para não me rir;ele coitado bem se esforçava mas eu continuava sempre a dizer em azeri NÃO COMPREENDO,NÃO COMPREENDO(é uma técnica que aprendi nos livros e sites que li sobre estes países);como a conversa já ‘cheirava mal’ resolvi ir atrás dele  +- 1 km até ao local onde estava o outro carro da polícia(carro civil) com o radar montado,onde me foi mostrado no écran a minha …’enorme infração’! Disse-lhe que não pagava a multa e ele disse para o seguir,o que eu fiz na AC; voltámos ao local onde ele me tinha interceptado e ele começou numa grande lenga-lenga em azeri mas eu entretanto no caminho————–adivinhando-lhe a jogada,já tinha esvaziado a carteira e tinha lá deixado apenas 4 usd;deixei-o falar e após um par de minutos abri a carteira e tirei os 4 dollars e dei-lhos,tendo ele recusado tão generosa oferta….Novo impasse até que ele realizou que ‘daqui não levo nada’ e……….mandou-nos embora com a paz do Senhor.

Passados mais 20 ou 30 km outra paragem inesperada;ia a Marília a guiar e eu a dormitar quando um carro-patrulha nos manda encostar e aparece no lado direito da AC um agente com uma grande lenga-lenga em azeri apontando para o cinto de segurança que eu NÃO  levava posto;obviamente fiz-me desentendido e repetia insistentemente em azeri que não compreendia…;ele bem se esforçava por gestos,inclusivamente mostrando com os dedos que me queria passar uma multa (PROTOCOL) por tão grave infração;cansado de o ouvir disse-lhe que não pagava e que eu era…..juíz (SUDYIA,em russo) e que não,não e não!!!ele queria que eu lhe desse 25 manats( = 25 €) e eu dizia sempre a tudo NÃO! Até que ele viu os dois apitos de socorro que nós levamos pendurados e…..descaradão queria um !!! é claro que levou nova nega! Cansado de tanto não,mandou-nos embora: há que adoptar sempre uma técnica de dureza e inflexibilidade misturadas com sorrisos….

Até GANCA embora tivéssemos visto incontáveis patrulhas na estrada,ninguém mais nos parou.Ontem antes de entrarmos em BAKU nova paragem mas esta,a exemplo de outras,foi apenas motivo de curiosidade pois por estas paragens uma AC é coisa nunca vista e,francamente ,por vezes sentimo-nos como os macacos no zoo,perante a desmedida curiosidade das gentes….TODOS querem entrar na AC ,vasculhar tudo e ficam abismados quando vêm o frigorífico,camas,roupeiro e….TV aí quase se benzem….

Hoje tivémos AO MESMO TEMPO cerca de 8 polícias——–entre os quais um chefe  a quem todos tratavam muito respeitosamente a fazerem uma demorada ”INSPECÇÃO” á AC mortos de curiosidade;tirámos não sei quantas fotos ,dentro e fora da AC e,perante o espanto geral,saquei da impressora e imprimi algumas————-eles não sabiam como agradecer!!!

BAKU não é tão interessante como supunhamos e teremos de partir amanhã com destino à fronteira do IRÃO,onde TEREMOS de entrar a 4-maio-2010;vamos pois ter de terminar agora a ‘escrita’ e neste momento não vamos poder colocar fotos do AZERBAIJÃO por falta de tempo.

NO IRÃO A INTERNET NÃO É MUITO FÁCIL DE OBTER,VEREMOS.

VISTAS DE BAKU-AZERBAIJÃO

bak

bak1

bak2

bak3

bak4

bak5

bak7

bak6

Avise-me por email sobre novas publicações !



Os comentários estão fechados.