J A P Ã O

Já há alguns dias em terras do sol nascente , pergunto a mim mesmo se afinal não prefiro as estradas russas ou a rígida e inflexível postura japonesa que eu tão bem conheço , mas da qual

já me tinha esquecido , enfim , venha o diabo e escolha……; já tivemos um par de situações menos agradáveis por causa das mentalidades tão opostas em jogo , por causa das mentes quadradas destes tipos , por causa da falta de paciência em não podermos comunicar , por causa da enorme dificuldade em trocar dinheiro , por causa da rigidez mental dos nipónicos ,por causa……por causa……por causa……..por causa…..de tantas coisas e situações que não compreendemos !!! Não compreendemos , por muito esforço que façamos , que este país , um dos mais avançados tecnologicamente do planeta , tenha atitudes , comportamentos e apresente situações autenticamente quase medievais…….SÓ VIVENDO CERTAS SITUAÇÕES É QUE SE COMPREENDE O QUE QUERO DIZER….

Visitámos já a desinteressante FUKUOKA e a insípida NAGASAKI , desde que desembarcámos no Japão ; a saída do ferry da estrelita fez-se sem problemas , contudo a sua entrada oficial no país demorou cerca de 6 horas (!!!!!!) entre os muitos papéis a tratar , dezenas de fotocópias , ida à cidade para junto da JAF (JAPAN AUTOMOBILE FEDERATION ) , ou seja , o ACP deles , obter um precioso documento sem o qual a alfândega não libertava a AC; mas os documentos exigidos e a preencher eram mais do que muitos , felizmente tínhamos tudo em ordem (trabalho de casa bem feito…..) mas tal não impediu que tantas horas fossem gastas para a AC poder finalmente sair …….para a via pública ! Também não ajudou a questão da enorme dificuldade que eles têm em ler os caracteres latinos , e em compreender certos detalhes , tais como…….. o meu nome completo ter …… 6 nomes , quando os deles contêm apenas …………..dois !!! É-lhes muito difícil compreenderem o nosso longo nome nos passaportes……

A inspecção ao interior foi demorada e exaustiva , sempre com muitas vénias e sorrisos à mistura , assim como dezenas de fotos a tudo e mais alguma coisa , mesmo a coisas ridículas como a mesa e os armários……; inclusivamente quando abriram os armários onde estava a roupa interior da Marilia , as risadas e gestos envergonhados foram muitos……….JAPONESICES!!! Como os 2 agentes policiais alfandegários não tinham qualquer tipo de experiência com AC , logicamente não encontraram dentro dos bancos , etc as preciosas garrafas de vinho que nos vão satisfazendo e mitigando as saudades….NEM O ESPUMANTE RUSSO PARA OCASIÕES ESPECIAIS…..; enfim , correu tudo bem !

Por ter trabalhado  durante 8 anos para uma conhecida multinacional japonesa e ter visitado o Japão algumas vezes , se há povo que eu conheço relativamente bem é este : um dos povos mais difíceis de se compreenderam , um dos povos mais complicados do mundo ( e eu conheço muitos…..) , um dos povos mais enigmáticos que existem , um dos povos mais incongruentes do mundo , enfim , uns seres com os quais , nós latinos , chocamos muito facilmente e com quem , depressa, nos incompatibilizamos………; não vale a pena dar exemplos pois os mesmos , por muito explícitos que fossem , nunca mostrariam a realidade , ela tem de ser vivida directamente com os japoneses , não pode ser só lida ou relatada …..; mas é claro que nós não viemos ao Japão por causa dos japoneses , mas sim , sem ser por esta ordem , para homenagear os marinheiros portugueses que há 470 anos aportaram a TANEGASHIMA ,  depois por que a Marilia não conhecia este país , e em terceiro lugar , gostamos de viajar de AC por locais incomuns ( se quiserem podemos inverter as posições! ) ; as vezes que eu anteriormente visitei o país e , os muitos anos que convivi com estes ”caramelos ” foram suficientes para não querer ………….mais do mesmo , contudo eu queria muito que a Marilia experimentasse o que é conviver com estas gentes durante apenas algumas semanas : ao fim de 2 dias a Marilia ” tirou a fotografia aos tipos ” e começou a ficar farta deles……É QUE NÃO HÁ PACIÊNCIA PARA ESTES GAJOS !!!!!!!!!!!!!!! OS CHOQUES SÃO DIÁRIOS e rapidamente apagam o que de bom eles têm ……

Mas é óbvio que têm coisas admiráveis , únicas no mundo mas……exageram em tudo ! Um par de exemplos : por incrível que vos pareça , o Japão é uma sociedade essencialmente  (para não dizer EXCLUSIVAMENTE )  CASH , isto é , ao contrário de TODAS as sociedades evoluídas do planeta , aqui os cartões de crédito são quase objectos decorativos , pois é o dinheiro VIVO que conta , funcionam muito com cartões de débito para levantar dinheiro nas máquinas distribuidoras , mas cartões de crédito são mal vistos ; quase igual atitude é tomada quanto a moeda estrangeira , pois para trocar dólares ( euros nem querem vê-los….., aplicam um câmbio baixo e ainda por cima , uma sobretaxa …… desmotivadora ! ) temos de nos munir de uma dose enormíssima de paciência e de tempo , além do passaporte , de um número de telefone , etc ; as variadas vezes que já troquei usd , nunca demorei menos de 30 minutos , numa operação que , na esmagadora maioria dos países demora uns meros 30 segundo num vulgar cambista…… ; aqui as papeladas a preencher são várias , a menina que atende ao balcão , depois de fotocopiar quase metade do passaporte (pois não compreende o alfabeto latino e nem sequer sabe o que fotocopiar…..)vai em seguida ao seu superior , depois ao outro superior, ainda a um outro , depois ao sub-gerente e finalmente ao gerente ,todos têm de rubricar e apor o seu minúsculo carimbo circular………… depois de nos ter massacrado com ”address in Japan, please??? telephone number in Japan , please??? name of Japanese friend in Japan , please???? DESESPERANTEMENTE IRRITANTE E FRUSTRANTE !!!!!!!!!!!!!!!!! Isto para trocar a moeda que mais circula neste planeta……….imaginem se fossem notas da COREIA DO NORTE………; depois as máquinas na generalidade não aceitam os nossos cartões VISA , somente as dos……..CORREIOS !!! ABSOLUTAMENTE DESESPERANTE………; igualmente desesperante é não fazermos a mínima das mínimas ideias se , o edifício para o qual estamos a olhar , é um banco ou uma casa de penhores ou isto , ou aquilo…….DIFICÍLIMO !!! Algo também desesperante é a impossibilidade de comunicarmos com quem quer que seja , pois inglês …….pura e simplesmente não se usa!!!! É outra das contradições deste país : a quase totalidade dos nipónicos tem formação universitária ( excepto as pessoas de idade ) pois é tão normal a frequência completa universitária como no nosso país a frequência do …..9º ano ! Bom , então como se explica que quase ninguém fale uma palavra de inglês??? É muito , muito complicado ser-se turista ( NÃO ORGANIZADO EM EXCURSÃO ) neste país , eu diria , quase impossível !!!

Mas este post não pode ser um rosário de queixas , tem de ser  interessante para os que o lêem , pelo que aqui vão algumas fotos de FUKUOKA: 

 

chegada de madrugada a FUKUOKA

 

 

 

Sem dúvida alguma que as maiores dificuldades que temos enfrentado são exactamente as que tínhamos previsto , embora tenham surgido mais algumas …..que não tínhamos previsto !!! Mas para ficarem a saber parte do ”calvário” que temos passado , digo-vos que as três maiores dificuldades que temos enfrentado são : deslocar a AC de A para B , pois devido ao seu tamanho não é fácil nas apertadas ruas japonesas , com a enorme agravante de o nosso volante ser à esquerda e eles conduzirem……pela esquerda ! em seguida, a total impossibilidade de comunicar com quem quer que seja , pois encontrar alguém no Japão que fale inglês é quase tão difícil como encontrar alguém em Portugal que fale …..japonês! Por último e em primeiríssimo lugar , a mãe de todas as dificuldades está exactamente onde estacionar a AC pois os parqueamentos são para carros ( têm uma barra horizontal com + – 2 m de altura, lugares na via pública nem a sombra deles existe , campings apenas a largas dezenas de kms das cidades, tem sido verdadeiramente uma aflição , eu mesmo com a experiência que tenho em viajar , tenho-me visto quase em pânico sem saber……..onde parar este monstro de 7 metros !!!! Reparem que por alguma razão , a esmagadora ( quase totalidade ) dos  carros utilitários japoneses são minúsculos caixotes , que mais parecem pequenas caixas de fósforos com 4 mini-rodas ……; são modelos que não existem noutro qualquer local do planeta , apenas neste país e que servem perfeitamente para as pequenas deslocações locais e são apropriados para estacionar nos ínfimos espaços que eles criaram como estacionamentos , onde por exemplo , um Mercedes ocuparia logo 2 espaços : PROIBIDO !!!! ; apresento algumas fotos dos mesmos , para terem uma ideia dos espaços disponíveis para estacionamentos….., há garagens quase do tamanho …….. dos meus roupeiros !!!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

as carrinhas então parecem da BARBIE……..

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É extremamente importante que vos informe de um detalhe que vos ajudará a compreender melhor da IMPOSSIBILIDADE de estacionar no Japão : NINGUÉM pode comprar um qualquer carro sem que apresente um documento emitido , creio eu , pela Câmara Municipal do seu local de residência , comprovando que possui um local FIXO para estacionar o carro que vai adquirir……..; ou seja , nem sequer vale a hipótese de se dizer : ”ok , eu irei estacionar sempre num parking pago”…………nem pensar !!! Por aqui já se tem uma pequena ideia  do que significa no Japão o conceito de ESPAÇO : algo que pura e simplesmente não existe!!!!!!!!!!!!!!!!! Por exemplo , qual a razão por que este país tem a mais baixa taxa de natalidade do mundo???? NÃO HÁ ESPAÇO PARA SE CONSTRUIR MAIS !!! O país é extremamente montanhoso , as casas obscenamente caras , as rendas astronómicas , os jovens não têm a mínima hipótese de constituir família a não ser que sejam enormemente ajudados………PAÍS TÃO SUI GENERIS……………Em NAGASAKI não tivemos qualquer outra alternativa senão estacionar num parqueamento para CAMIONETAS DE TURISMO a…….€ 22/dia………!!! Prevemos situações verdadeiramente dramáticas para grandes cidades como TOKYO,OSAKA ou NAGOYA…….

Enfrentamos outro problema não menos grave : a impossibilidade de (legalmente ) circularmos com a Vespa ; a motorizada entrou no Japão , por assim dizer , clandestinamente , pois eles não vistoriaram a garagem , e ainda bem , pois nós não temos CARNET para a Vespa ; assim , para circular no país , ela teria que ter não só uma licença própria mas também seguro e, acima de tudo , uma placa especial de matrícula japonesa , além de outras papeladas como a AC……; não tendo conhecimento de tanta complicação apenas para uma simples motorizada , nada fizemos e……fomos interceptados pela polícia em NAGASAKI , só vos digo que foi digno de um filme !!! Envolveu OITO POLÍCIAS , 2 INTÉRPRETES, 4 HORAS NUMA ESQUADRA , IDA NUM CARRO POLICIAL COM ESCOLTA POLICIAL  ATÉ À AC A 5 KM DE DISTÂNCIA PARA A TRAZER AO LOCAL ONDE ESTAVA A MOTORIZADA PARA A CARREGAR DE IMEDIATO NA AC (pois a proibição de montar sequer a motorizada era total……) , A ASSINATURA NUMA ”CARTA DE PERDÃO” EM JAPONÊS E INGLÊS ( a qual não me deixaram fotografar nem me deram uma cópia….),LARGAS DEZENAS DE CHAMADAS TELEFÓNICAS , DOIS RELATÓRIOS ,  enfim , só não envolveu uma pessoa que eu cá sei ( mas é melhor nem o mencionar ! ) ou o nosso PRESIDENTE DA REPÚBLICA ……..porque não se lembraram disso !!!JAPONESICES levadas ao exagero ou melhor dizendo , ao cúmulo do ridículo , como se tivéssemos cometido um enorme crime !!!!!!!!!!!!!!! No final , nem multa , nem nada apenas o fundamental para eles era eu assinar a ridícula ”carta de perdão” por não ter comigo em pessoa o…….passaporte !!! Nem sequer houve multa por irmos sem capacetes ou por circularmos com um veículo não autorizado , nada……..E ESTIVERAM AQUELAS OITO ALMINHAS AOS GUINCHOS À NOSSA VOLTA DURANTE 4 HORAS …………..!!!!!!!!!!!!!! NÃO HÁ PACIÊNCIA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

NAGASAKI , não pelo incidente da motorizada , mas sobretudo pela parcialidade do seu enorme MUSEU DA PAZ , desiludiu-nos imenso ; a cidade não tem quase nada para se visitar , além do PARQUE DA PAZ ( local onde caiu a 2ª bomba atómica ) e de um par de pontes em pedra que ligam alguns dos canais da cidade ; mas voltemos ao PARQUE DA PAZ e ao seu museu , basicamente a razão que nos trouxe aqui ; o PARQUE é um pouco insípido e não extremamente bem cuidado , os granitos dos monumentos estão sujos e/ou deteriorados , foram mal escolhidos para se gravarem textos que , em alguns casos , não se conseguem ler bem ; esperava-se mais , muito mais e melhor de um povo tão avançado como o japonês…..

A maior desilusão contudo veio do MUSEU , não pelo museu em si , pois o mesmo é enorme e muito completo , mas sobretudo pela incrível parcialidade com que os factos são apresentados e a HISTÓRIA explicada aos visitantes….. ; não há a mínima das mínimas referências ao papel  do Japão na 2ª guerra , razão do seu envolvimento e motivos para que os americanos fizessem o que fizeram?????NADA!!! Os japoneses ( coitadinhos ) é que foram agredidos selvaticamente , aparentemente e para quem visita o museu , SEM QUALQUER RAZÃO PARA TAL , NADA FIZERAM PARA SOFRER AS ATROCIDADES DE 2 BOMBAS ATÓMICAS………..OS AMERICANOS FORAM OS MAUS DA FITA E OS JAPONESES OS DESGRAÇADINHOS SOFREDORES ; quanto às atrocidades cometidas pelos japoneses aquando das invasões da COREIA e CHINA , há uma placa , também um pouco tendênciosa onde eles pedem desculpa pelo sofrimento causado aos coreanos……………por causa da bomba lançada pelos americanos…..; as dezenas de crianças e adultos que visitam o museu diariamente ficam com uma imagem distorcida da realidade histórica : BATOTA !!! Valeu que o bilhete custou apenas€ 1.50……..

a estátua principal do PARQUE DA PAZ

 

o epicentro

 

 

a enorme devastação

 

ruínas de uma igreja católica situada a 800 metros do local da explosão….

 

outro monumento alusivo….

 

aspecto geral do parque

 

do parque para o museu , ao cimo das escadas

 

os alunos e professores que visitam o parque , guardam 1 minuto de silêncio junto ao monumento do epicentro ; adorava saber como é que essa parte da HISTÓRIA é explicada aos alunos……QUE PENA EU TENHO DE NÃO SABER JAPONÊS!!!

 

uns m3 de SOLO ORIGINAL preservados num local subterrâneo e que evidenciam os efeitos dos milhares de graus de calor na terra e objectos….

 

na igreja situada a 800 metros até os rosários derreteram….

 

as garrafas de vidro derreteram como manteiga…..

 

são incontáveis as vitrines com milhares de objectos expostos recuperados posteriormente

 

outro monumento do parque

 

à saída do museu , 30 segundos depois começou a ciganada com a polícia…….

 

uma das várias pontes em pedra de NAGASAKI

 

a mais famosa de todas : A PONTE DOS ÓCULOS

 

por debaixo , corre este tipo de água e nadam este tipo de peixes…….

 

Traumatizados de certa forma com a péssima experiência de NAGASAKI , embora de modo algum tivéssemos sido maltratados , decidimos DE IMEDIATO e embora já sendo quase noite , abandonar a cidade com destino ao sul ; mais ainda , decidimos  abreviar um pouco a nossa estadia no Japão , riscando do itinerário certas cidades menos interessantes ; assim , tomámos o rumo de KUMAMOTO , onde era suposto ficarmos 2 dias mas nem sequer parámos , e finalmente chegámos à cidade portuária de KAGOSHIMA onde supostamente estaríamos igualmente 2 dias mas ficámos apenas um dia , a aguardar o ferry-boat para a almejada TANEGASHIMA , afinal o cúmulo da nossa viagem ao Japão…… TANEGASHIMA  encheu-nos completamente as medidas e , apesar de ser uma ilha pequena ( comprimento de cerca de 70 kms ) é um local de tal modo encantador e paradisíaco que  ficámos por lá 1 semana , andando de praia em praia e visitando o que de especial a ilha tem para oferecer , MAS ISSO JÁ É OUTRA HISTÓRIA…………….!!!!!!!!!!!!!!!!!

Avise-me por email sobre novas publicações !



16 comentários para “J A P Ã O”

  1. Olá deglutidores de continentes.
    Chegado de dois meses de condução ‘à esquerda’, verifico felizmente que tão ousada viagem está no essencial a correr bem.
    Surpreso com as vossas impressões sobre o Japão, que francamente não esperava.
    Votos de que o regresso continue a decorrer com novas descobertas e sem precalços.
    Abraço
    António Resende

    • admin diz:

      olá antónio !
      dizes bem , no essencial……….
      lamento não ter tido tempo nem net à borla para , durante os últimos 4 meses visitar o teu blog , algo que em casa normalmente faço ; contudo como compreenderás , a net paga , por estas bandas é cara- – – – – – acho que estou desculpado !
      esperamos que a tua viagem tenha corrido consoante os teus sonhos.
      um abraço
      david+marilia

  2. F.Ramos diz:

    Companheiros David e Marília
    Obrigado, pelos comentários e fotos.
    Hoje, não comento. (estou de saída para a inauguração da Área de Serviço para ACs na quinta da Falca, 4km a Norte da Nazaré)
    Depois da descrição pormenorizada que o David fez, prefiro, no regresso, se nos encontrar mos, ouvir ao vivo a história…
    Continuação de boa viagem.
    Abraço
    Fernando Ramos

    • admin diz:

      então desejamos-lhe uma boa inauguração com óptimos petiscos e boa pinga !
      um abraço
      david+marilia

  3. estrela diz:

    Olá, meninos!
    Já estava a começar a ficar apreensiva com a falta de escrita.
    O que vocês descrevem deixa-me de queixo caído pois, inconscientemente, associamos desenvolvimento tecnológico com “abertura” de mentalidades e eu não fazia a mínima ideia que o famoso e emblemático Japão estivesse, ainda, a anos luz da europa. Enfim, japonesisses, como tu bem escreveste!… e, sinceramente, o que mais me admira é essa informação que passaste sobre o elevado grau de escolaridade dos nipónicos e a ausência de conhecimentos de uma língua considerada “mundial”, tanto mais que sendo o país um centro super avançado em tecnologia e os folhetos da maquinaria terem que vir com instruções em inglês. Realmente, não dá para entender…
    Penso que, fora dos grandes centros, ainda será possível vocês descobrirem apontamentos deveras interessantes sobre essa cultura. Devem ter jardins maravilhosos, centros de preparação de samurais, casas de campo sui generis, sei lá, tudo aquilo que ainda imaginamos exista no país do sol nascente.
    Tirem muitas fotos. E já agora, sobre aquelas “cápsulas” onde se dorme, lojas de kimonos, templos…fica ao vosso critério.
    Umas perguntinhas para finalizar:como está o clima por aí? …e os preços dos restaurantes?…têm tido dificuldade nas compras de supermercado?
    Beijocassssss

    • admin diz:

      falta de net e muita…..TANEGASHIMA , impediram novo post mais cedo !
      o enormíssimo desenvolvimento japonês tem a ver com outros factores mas nada está associado a línguas , repara que para fazerem comércio mundial em larga escala , em 1º lugar aprendem a língua do país …..; sobre o fraco inglês , acima está a minha explicação.
      sobre os folhetos técnicos , os mesmos são traduzidos por especialistas , mas tal nada tem a ver com a generalidade do povo ; mesmo em enormes lojas , os empregados especializados nada falam de inglês , é horripilante e quase nos leva às lágrimas estarmos a olhar uns para os outros e não podermos comunicar….; vê-se que os empregados são competentes , sabem do que estão a falar , são ”irritantemente”educados mas…..inglês nem pensar , lá compreendem uma ou outra palavra solta , mas basicamente temos de comunicar por gestos, desenhos, meias-palavras,etc……HORRÍVEL !!!
      essa dos samurais deve ser para rir……isso foi há 100 anos……; hoje em dia, ter um canivete no japão quase que dá cadeia……; sobre os jardins , isso é outra história pois por todo o lado canteiros,passeios,etc está tudo impecavelmente limpo e arranjado , é doentio o sentido que eles t~em de limpeza, organização , arranjo ,etc.
      os chamados ”hotéis-cápsula” , que eu gostava de experimentar mas a marilia recusa , só existem nas grandes cidades tipo tokyo,osaka,nagoya,etc e servem exclusivamente para os homens de negócios que, depois do trabalho vão invariavelmente para os bares ou de karaoke ou outros e bebem e bebem e bebem até……..perderem o último comboio da noite para casa, então ficam o resto da noite nesses hotéis para na manhã seguinte……voltarem a horas pontualíssimas para o trabalho….!!!é o seu modo de viver, é uma tradição…..
      templos ???? quase só para turista ver, pois a religião quase não se pratica: NÃO HÁ ESPAÇO !!!
      clima??? estamos quase 24/24h a suar pois o calor é tremendo ( 35º ás 08h00 ), a humidade elevadíssima , só os malucos é que visitam o japão em julho/agosto …..nós não tínhamos outra alternativa!!!
      beijos

  4. margarida diz:

    Olá meus lindos!

    Acabei agora mesmo de ler o último relato, e não me admirei muito pois já
    ouvi relatos semelhantes de amigos nossos e já li alguns livros onde euro-
    peus contam as suas desventuras, confrontos, inflexibilidade, choques culturais,
    enfim “japonesices” como tu bem dizes.
    Podem ser simpáticos, avançados, mas muito rígidos!…
    Quanto ao estacionamento nem quero imaginar… Deve ser mesmo muito compli-
    cado. E que pena não poderem utilizar a vespinha!
    Enfim “safem-se” o melhor que puderem. É uma viagem muito fora do vulgar.
    Mas vocês já levam rodagem…
    E quanto a comidinhas? Vale a pena?
    Só conheço comida caseira, pouca. E doces e sobremesas?
    Bem, beijos e até ao post seguinte.

    Vossa Magui

    • admin diz:

      olá querida,
      eu não os chamaria simpáticos , embora de modo algum sejam antipáticos , mas a principal qualidade social é sem dúvida serem extremamente EDUCADOS ; sobre as comidas vais ter que esperar , pois farei um post inteiramente dedicado ao assunto ; doces e sobremesas : não usam normalmente , acaba-se o prato principal e….paga-se a conta que vem para a mesa aquando da vinda da comida , não usam sobremesa ; já agora uma curiosidade interessante : não se usa gorjeta, é o que está na conta e nem mais um yen
      beijos

  5. Antonio Garrido diz:

    Ora vivam

    Mais uma vez obg pelas fotos e principalmente pelas descrições.
    Fiquei muito surpreendido com as descrições sobre a mentalidade dos japs. Era de esperar que falassem o ingles como 2ª lingua, tanta ligação e negocios tem com o exterior.

    Continuação de boa viagem

    Antonio Garrido

    • admin diz:

      olá antónio garrido, com um certo exagero, claro , encontrar um japonês que fale inglês é quase tão raro como encontrar um português que fale ….japonês! é curioso que , aqui e acolá , se insistirmos fortemente (como por exemplo num banco ) lá aparece uma mocinha que diz 10 ou 20 palavras , mas NADA MAIS !!! eu creio que fundamentalmente os problemas são os seguintes :
      1º aprendem apenas o básico
      2º nunca mais praticam depois de aprenderem o básico , portanto esquecem
      3º há uma notória dificuldade em pronunciarem muitos dos sons da língua inglesa , pura e simplesmente a garganta, língua, faringe etc não se adaptam aqueles sons….; mas o mais engraçado de tudo é que para eles a língua portuguesa…….é fácil , aprendem com enorme facilidade (ao contrário de outros povos….) , eu sei porque conheci largas dezenas de japoneses a viverem no nosso país….
      um abraço
      david+marilia

  6. Luis Sousa diz:

    Olá amigos Estrela!

    Também eu fiquei surpreendido com o vosso relato sobre os Japoneses…realmente eles conseguem mesmo “vender” a imagem oposta….mas depois de pensar um pouco mais demoradamente sobre o assunto, parece-me lógico….normalmente aquelas pessoas que seguem todas as regras à risca têm pouca flexibilidade intelectual, por isso evitam ao máximo sair da sua zona de conforto, portanto……faz sentido!

    Um abraço e desejos da continuação de uma boa viagem!

  7. António diz:

    Amigos Estrelas
    Bonita prosa assim como as fotos juntas.
    O que é o mais importante (na minha maneira de ver), a “VOSSA EXPERIÊNCIA”, é fantástica. Também fiquei surpreso com as “japonezisses”, mas não as conheceríamos,
    se não fossem os “ESTRELINHAS” né ?
    Espero sinceramente que consigam encontrar sempre lugar para estacionar bem a “Estrelinha” , pois vejo que a coisa por ai é mesmo “complicada”.
    Que a restante viagem corra sempre a vosso contento.
    Um abraço e Bjs para o casal maravilhoso.
    António e Ivone

    • admin diz:

      olá companheiros !
      obrigado por comentarem.
      estamos realmente ”às aranhas” com a questão do estacionamento…
      um abraço
      david+marilia

  8. Olá David e Marília
    Só hoje voltei aos vossos relatos porque tive cá a minha filha e netas que vivem em Itália e o tempo foi todo para elas. Estou desculpado?
    Agora o Japão e os japonequinhos: não imaginava que o país fosse tão “mesquinho”, pois seria de esperar que como potencia que são fossem mais abertos. Depois a população vive naquele meio e para eles é o normal. Quem está mal são os outros e não eles.
    Vou ler os próximos já publicados.
    Um abraço

    • admin diz:

      olá joão morgado !
      claro que está desculpado!
      em vez de mesquinhos, eu chamaria antes super-picoinhas !!!
      um abraço
      david+marilia

Trackbacks/Pingbacks