TUNISIA ( 2 )

Quem toma o  avião e aterra num dos muitos aeroportos da TUNÍSIA , afim de passar umas descansadas férias

 

num dos incontáveis resorts de que o país é tão fértil , tem uma baixíssima probabilidade de verificar quão cerrada e , por que não dizê-lo , paranoica é a segurança neste país ; nós tivemos o privilégio de percorrer a quase totalidade do país ( há zonas absolutamente inacessíveis a quem quer que seja , a não ser às forças armadas ) e presenciámos   atravessando sem exagero , umas centenas de controles policiais ( a maior parte ) e militares (talvez uns 10% ) .

 

Não há cidade , por mais pequena que seja , que não tenha em qualquer das suas entradas e saídas , uma barreira policial constituída por traves metálicas , arame farpado , obstáculos pesados e , claro , uma série de polícias fardados a maior parte , à paisana outros , armados até aos dentes , tipo coletes à prova de bala, metralhadoras ligeiras , e demais artigos ……que magoam , mandando parar uma significativa parte dos veículos que por lá passam…..; verificam documentos , mandam abrir bagageiras , enfim , o controlo é total ; MAS A NÓS ……………….    N A D A !!!!!!!

 

A nós apenas nos mandaram parar uma só vez e declaradamente por engano pois quando ele realmente viu que ‘’isto’’ era uma AC mandou-nos de imediato seguir….; a explicação é simples : o turista aqui é rei , isto é , vale quase o seu peso em ouro ; eles não se podem arriscar a que qualquer turista se magoe ou seja molestado  ou até , se queixe superiormente !!! o turismo tem um peso extraordinário na frágil economia do país , quase tanto como o petróleo!!!

 

Uma parte muito importante da extensa costa tunisina é preenchida com resorts , a esmagadora maioria de 4* , alguns de 5* ; desde o norte de TUNIS quase até à fronteira com a LÍBIA , a costa tunisina tem um mar em geral calmíssimo , águas MUITO limpas e uma temperatura …..que chateia !!! Pelo menos a mim , quando estou vários minutos na água e o corpo não esfria absolutamente nada , parece que estou mergulhado numa gigantesca panela de sopa…..; mas é exactamente isso que os muitos nórdicos , alemães , checos ( resmas !!! ), russos , etc adoram !!! Passam o dia ‘’de molho’’ , comem muito cous-cous ( a maioria dos resorts usam o  ‘’all included’’ ), tudo por preços por semana que são inferiores aos que eles pagariam pelo mesmo serviço por 1 só dia nos seus países…………..

Depois temos as compras !! A maioria dos turistas não passa sem ir aos SOUKS fazer as suas comprinhas , todos sabem que a TUNÍSIA é um bom local para comprar artesanato , cerâmicas , cabedais , especiarias , etc ; e é nos souks que realmente os tunisinos se vingam !!! O método é simples e eficaz e quem não souber negociar com árabes…….está feito ao bife !!! Como disse , é tão simples que até irrita !!!

Eu explico , pois já tenho calo na matéria: um qualquer artigo custa ( ao vendedor ) por exemplo 10 ( não interessa se são dinares , dólares , euros , etc ) ; ele pede ao eventual comprador…………120 !!! Claro que o comprador , não sendo parvo , vai de imediato dizer que é caro e pede ao vendedor um preço mais razoável ; o vendedor diz , bom , como isto está mau e á a 1ª venda do dia ( não importa a hora , é sempre a 1ª !!! ) , faço-lhe 100 !! o comprador , ainda não satisfeito , diz que ainda está caro e contra-propõe 60 , por exemplo…..pois acha que está a exigir um bom desconto de 50% ……; o vendedor finge-se ofendido e informa que o seu melhor preço final é 70 ou 75 digamos ; o erro do comprador está em que ele começa de imediato a fazer ( estupidamente !) contas à diferença entre o preço inicial ( 120 ) e o final ( 70 ) pensando assim estar a fazer um óptimo negócio…….

QUANDO AFINAL QUEM FAZ O BOM NEGÓCIO É O VENDEDOR , que vende o seu artigo por 7 vezes o valor que o comprou!!!!!!

Todo e qualquer negócio com os árabes se passa desta forma , podendo obviamente as percentagens variar , mas o que é realmente importante quando se quer adquirir um artigo a um árabe , é que a nossa oferta inicial seja não mais do que 30 a 35% do valor que ele pediu INICIALMENTE ,  apenas e só devemos fazer uma proposta APÓS o vendedor ter descido o seu preço pelo menos 2 ou 3 vezes ; o problema das pessoas em geral é abrirem a boca cedo demais !!!! Deve-se esperar sempre que ele baixe e baixe e volte a baixar o preço , antes de o informarmos do nosso ‘’valor’’ pretendido , assim como é absolutamente imprescindível não mostrar demasiado interesse no artigo em questão , fazendo várias ”ameaças” de abandonar a loja !!!

 

 

ESPERO QUE ISTO VOS SEJA ÚTIL !!!

 

Voltemos ao nosso tour pelo país ; se a situação na LÍBIA não estivesse tão escaldante , era a nossa intenção ir quase até à fronteira , afim de visitar apenas a zona ; mandou o bom-senso que nos mantivéssemos a uns prudentes 60 km de distância , tendo após MEDENINE , flectido para o interior e visitado a interessante MATMATA , aldeia única no país , senão vejam as suas CASAS TROGLODITAS , isto já às portas do deserto do SAHARA , cerca de 50 kms ao sul da cidade de GABÉS….. ( tão perto, tão perto que estávamos e não fomos à famosa ilha de DJERBA , conhecido destino internacional de férias do jet-set , com os seus maravilhosos hotéis de 5* e as suas praias imaculadas – – – – – mas a falta de tempo não nos permitiu fazer esse desvio !!! )

 

escavadas nos montes , por vezes com áreas inacreditáveis , servem a 100% para se protegerem do calor tórrido do deserto do SAHARA

escavadas nos montes , por vezes com áreas inacreditáveis , servem a 100% para se protegerem do calor tórrido do deserto do SAHARA

 

 

IMG_2646

 

 

IMG_2650

 

 

IMG_2641

 

 

 

Mas antes estivemos 2 dias na interessante MONASTIR  ( junto a SOUSSE ), a cidade natal do 1º presidente tunisino BOURGUIBA ; estacionámos junto ao mar , sem qualquer problema , eis algumas fotos :

 

 

o enorme mausoléu do H.Bourguiba

o enorme mausoléu do H.Bourguiba

 

MONASTIR (18)

 

 

MONASTIR (23)

 

 

MONASTIR (11)

 

 

MONASTIR (16)

 

 

Mas antes obviamente tínhamos visitado a 2ª cidade do país , a qual francamente não nos entusiasmou : SFAX ; de realçar apenas as enormes muralhas da Medina e a mesquita muito antiga ; aqui ”meti água” e até podia ter sido algo grave , pois enttrei à «papo-seco « e não me descalcei nem sequer tirei o boné , por distração ; quase de imediato entraram atrás de mim 4 tipos que , com ar ameaçador , me mandaram sair por ……….desrespeito ao ISLÃO !!! SORRY MY FRIENDS !!! ( por outro lado , acho carradas de piada quando , praticamente diariamente somos abordados por todo o tipo de tunisinos que , quase em sussurro , nos perguntam se não temos uma das tais bebidas , coiso e tal- – – – – – – referindo-se obviamente a cerveja e/ou whisky- – – – – – e ficam perplexos quando eu , com ar ingénuo lhes digo : ”mas vocês são muçulmanos , não podem beber !!!!…..!!!!!…..!!!! )

 

SFAX

SFAX

 

 

antes de ser considerado....desrespeitoso , ainda tive tempo de sacar esta foto

antes de ser considerado….desrespeitoso , ainda tive tempo de sacar esta foto do interior da mesquita !

 

Bom , depois seguiu-se o DESERTO DO SAHARA , definitivamente um dos pontos mais almejados desta aventura ; apesar de haver algum risco , decidimos visitar o mais famoso e visitado KSAR de toda a TUNISIA , o KSAR EL GHILANE ; risco porque fica já algo no interior do deserto e , um par de centenas de kms em redor não há alminha que nos ajude !!!! ( mais tarde eu explico  o que é um KSAR )

Carregados de gasóleo , 160 litros de água nos depósitos e cerca de 30 litros de água engarrafada , lá fomos nós , deserto adentro , rezando para que nada sucedesse à ”estrelita” , pois coitadinha , já dá mostras de querer um merecido descanso ; mas o relato sobre o SAHARA …………já é outra história , não é verdade?????

 

 

SEE YOU LATER , ALLIGATOR !!!!!!

Avise-me por email sobre novas publicações !



8 comentários para “TUNISIA ( 2 )”

  1. Antonio Garrido diz:

    Vivam
    Gostei das fotos e do relato – como habitualmemte.
    Estive a ver os videos da Tunisia. Na estrada a caminho do deserto e pelo deserto o transito é pouco ou nenhum? E no resto do país há turismo em passeio, ou o turismo enfia-se nos resorts e de lá não saem?
    Mas é uma pena que a região não esteja mais calma e segura. Perto de nós podia ser um bom destino.

    Boa continuação agora em Italia

    Antonio e Isabel

    • admin diz:

      olá antónio e isabel !
      transito : na totalidade dos cerca de 400 kms entre ksar ghilane e o cruzamento para douz , ao todo cruzá-mo-nos com 5 veículos , o transito é pois quase nulo
      turismo : em todo o percurso no país , apenas vimos uma velha AC de um casal idoso alemão , e tal aconteceu em nabeul , portanto bastante para o norte ; para o sul , nada !! as pessoas têm medo !!!”cheira” que algo está para acontecer……..
      os turistas limitam-se a ficar nos resorts e quando muito , vão em grandes grupos aos souks fazer as suas compras , mas em autocarros fretados e com guia , vimos alguns , principalmente de russoa e alemães.
      um abraço
      david+marilia

  2. estrela diz:

    Olá, meninos!
    Já estava a estranhar não se terem metido em “problemas”…ehehehe… tiveste sorte, na mesquita…
    Quanto ao relato, tento imaginar as sensações quando se está no deserto quase profundo. O mais próximo que estive dessas emoções foi no Sahara Ocidental, em Marrocos. Foi interessante de ver, ao pôr do sol, caravanas de beduínos descendo as cristas das dunas, montados nos seus camelos, para virem acampar no vale, à beira dos trilhos, para venderem os seus produtos artesanais.

    Sobre Itália, “em Roma sê romano”, como diz o ditado. Queimem os últimos cartuchos, pois por cá estamos quase a andar de barco! Imagina, na Rua das Pretas, uma mulher (alguém conseguiu filmar e a televisão mostrou) foi arrastada pelas águas, que corriam em ondas, assim como na rua de S.José, mesas, cadeiras de esplanadas, pareciam barquinhos de papel…na Av.da Liberdade eram motas a boiar…por toda a cidade alguns carros submersos, estabelecimentos inundados…Estão a imaginar os cenários??…pois….

    Falta pouco para vos abraçar e só desejo que o regresso se faça sem chatices.
    Beijocas

    • admin diz:

      olá !
      uma viagem sem ”problemitas” não tem piada….
      vimos as notícias e vídeos na net, demos graças à nossa sorte de estarmos a suar com o calor…
      aqui em roma está a pingar , é boa a mudança mas de mota é perigoso!
      beijos

  3. manuel diz:

    Ora mais um daqueles países que, só visitá-lo já é uma aventura.
    Admiro a vossa coragem de andarem sozinhos num país tão complicado. Acho que não me metia numa zona onde a situação se pode deteriorar de um dia para o outro sem qualquer aviso.
    Entrar numa mesquita dessa maneira poderia ter dado origem a um grande problema. Tenham cuidado que a gente quer continuar a acompanhar as vossas aventuras por muitos anos.
    30 litros de água engarrafada não é pouco para o deserto?
    Que Alá guie a vossa montada até um belo oásis.

    • admin diz:

      olá manuel !
      há países muito , muito mais complicados…..nem queira sonhar quão complicado pode ser o turquemenistão ou o paquistão ou …….os polícias japoneses , por exemplo!!!
      a cena da mesquita foi pura distração minha , mas com aqueles fanáticos realmente muita merda pode acontecer…., enganei-me , com aqueles merdosos muito fanatismo pode acontecer….!!!
      quanto á água , teríamos sempre a do depósito claro!
      um abraço
      david+marilia

  4. José Ricardo Ferrari diz:

    Bom Dia.
    A questão da negociata árabe é m uito parecida com a chinesa.
    Nos grandes mercados de Shangai a luta travada entre vendedor e comprador é muito curiosa. Eles te entregam uma calculadora e pedem para vc demostrar o valor que pretende pagar e depois de varias propostas e contra propostas, a sua última parece muito baixa, eles começam a fazer voz de choro é dizer é tomaram prejuízo, mas na primeira tentativa de arredar os pés da loja, pronto. Eles te seguram e tudo bem negócio fechado. É sabido que nunca saem perdendo. O problema é o tempo que se perde nessas negociações.
    Abraços,
    Ferrari

    • admin diz:

      bom dia !
      é exactamente como você descreveu !!! eles têm uma experiência milenar no assunto……e , conforme você disse, nunca ficam a perder!! se contra-propomos um valor extraordinariamente baixo=inaceitável para o vendedor , então aí acaba de imediato a simpatia e os sorrisos para aparecerem os maus modos e os palavrões em chinês…….., acompanhados por gestos de recusa elucidativos com as mãos : em todo o oriente é assim !!!
      um abraço
      david+marilia

Trackbacks/Pingbacks