Z A G R E B

A começar pelo nome e a acabar na cidade propriamente dita , tudo é feio ou pouco menos que feio ; não admira que

 

esta seja uma das cidades menos visitadas na Europa e portanto com menos turismo, não só por ser feiota mas sobretudo por lhe faltarem motivos suficientemente interessantes para que nos desloquemos aqui propositadamente ; na realidade já sabíamos perfeitamente o que nos aguardava pois tínhamos a lição estudada , mas por vezes uma coisa são os guias outra coisa é a realidade : neste caso coincidem…….!!! As atrações turísticas são tão escassas que a cidade fica vista num só dia e , com a querida VESPA , ainda sobram várias horas  para um reforçado descanso…; nos próprios guias vêm mencionadas as seguintes atrações principais : a CATEDRAL , o MERCADO ( deveras colorido ), a PRAÇA PRINCIPAL ( tipo ROSSIO e onde por sinal se encontra a EMBAIXADA DE PORTUGAL- – – – – – – que raio de sítio que escolheram para situar a embaixada….. ) , a ESTAÇÃO FERROVIÁRIA e alguns MUSEUS…..!!! E pronto , eis ZAGREB…….

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Francamente interessante apenas um par de apontamentos , como por exemplo o renovado e elegante centro com sofisticadas esplanadas INUNDADAS de gente , NUNCA vimos tantas esplanadas TÃO CHEIAS de gente a todas as horas , mas será que estas gentinhas não trabalham…???  Algo também interessante de ver : a incrível quantidade de jovens na faixa etária dos 18 aos 30 anos , com preponderância do sexo feminino e de uma elegância ímpar ; aliás não conseguimos descortinar em 2 dias qualquer obeso/a por muito que olhássemos em redor…; outra coisa que  chama de imediato a atenção nesta população é a sua altura , a média AFLIGE pois a cada passo que damos só deparamos com TORRES !!!

 

 

Ficámos lindamente instalados na margem de um rio com um nome impronunciável ( aliás todos os nomes aqui são de dificílima pronúncia para nós ), e onde constantemente desde manhã até ao anoitecer CENTENAS de praticantes de canoagem praticam o seu desporto favorito , enquanto que nas margens pessoas de todas as idades fazem jogging  , patins em linha ou ciclismo nos asfaltos preparados para o efeito ; a toda a volta um enorme parque onde muitos trazem os seus cães e brincam , treinam , etc.

 

É claro que a CROÁCIA não é ZAGREB , seguramente o sul tem muito mais atractivos do que a capital ; o escasso contacto que tivemos com a população não nos permite fazer um juízo firme mas  , à partida , não são um povo muito simpático nem afável , algo sisudos e fechados , sorrisos apenas q.b. e por favor….; a esmagadora maioria dos edifícios já conheceu melhores dias  e , lamentavelmente , o degradado estado da quase totalidade dos prédios dá um aspecto sombrio e desolador à cidade , já de si bastante cinzenta e fria  e  aliás a ultrapassada arquitectura do tempo do tio ‘’marechal TITO’’ também em nada ajuda……..

 

 

 

 

 

Quanto ao nível de vida , pensávamos que fosse mais baixa e enganá-mo-nos pois quase tudo é mais caro do que em Portugal , não muito mas mais caro ; turistas vêm-se poucos , alguns alemães , bastantes italianos ( devido à proximidade )  e pouco mais ; a propósito de nível de vida , as notas deles têm este aspecto :

 

É claro que numa qualquer futura viagem , tencionamos conhecer o sul do país com especial relevo para as suas afamadas praias e boa gastronomia pelo que esta nossa apreciação apenas se cinge à capital do país ; agora segue-se a SÉRVIA e a sua capital BELGRADO……….……MAS ISSO JÁ É OUTRA HISTÓRIA !!!

Avise-me por email sobre novas publicações !



6 comentários para “Z A G R E B”

  1. estrela diz:

    Também detestei Zagreb. Aliás, passei por ela como cão por vinha vindimada, talvez porque na altura ainda não havia aberturas ao leste, era tudo demasiado sombrio, cinzento, povo antipático e amedrontado. Isso tem influência no cenário. E para remate anedótico, passei quase uma semana a comer sempre a mesma coisa, pois na altura ninguém falava as ditas línguas da “civilização” (inglês, alemão, francês, espanho…), só russo e as línguas locais bem difíceis de entender; as ementas eram incompreensíveis e foi olhando para um determinado prato que se parecia vagamente com bifanas de porco e batatas fritas que fiz o gesto de me escreverem o nome num papel. Resultado, rapava do dito sempre que entrava num restaurante e …zás!…lá vinham as ditas bifanas.
    Belgrado foi diferente em matéria de locais de interesse. Atenção, quando pedirem um café: é à moda turca, cheio de borras…intragável para o nosso paladar. Só se agora já mudou, com as aberturas ao ocidente.
    Uma pergunta: guardam todas as noites a estrelita na garagem?ou fica amarrada às traseiras?
    Divirtam-se!
    Beijinhos

    • admin diz:

      aproveitando a net , fica já respondido !
      a Vespa fica com 1 ou 2 cadeados consoante a perigosidade do local , não dá para a prender à AC , mas fica segura pois para a carregarem às costas fariam muito barulho e ela fica sempre junto à nossa cama.
      Do pouco que comemos localmente gostámos bastante , fomos a um restaurante recomendado ; sobre o café na Sérvia não admira : eles foram colonizados pelos turcos durante MUITOS ANOS !
      beijos

  2. Antonio diz:

    Boas, Amigo David, realmente já me tinham dito que Zagreb era isso mesmo.
    Mas enfim, melhores locais surgirão certamente. Continuação de boa viagem.
    Abraços e Bjs nossos pra vcs

    António e Ivone

  3. David e Marilia

    Quando passei por Zagreb, ainda no tempo da Jugoslávia, foi mesmo isso, só passei e dormi para arrancar no dia seguinte.

    Um abraço

    • admin diz:

      Zagreb tem um interesse relativo , mas enfim , creio que o resto do país será bem melhor.
      um abraço
      david+marilia

Trackbacks/Pingbacks